Carreira

Como é o mercado de enfermagem no Brasil?

Os cursos na área da saúde têm uma grande procura, seja pela realização pessoal de descobrir sobre o corpo humano e seu funcionamento, seja pela vocação para o cuidado e para salvar vidas. Além disso, há, ainda, o atrativo das boas oportunidades encontradas no mercado de enfermagem.

O enfermeiro é um profissional que atua de maneira interdisciplinar — isto é, em conjunto com outros especialistas, como os médicos, por exemplo —, com o objetivo de auxiliar na promoção e manutenção da saúde, no bem-estar da população e na prevenção de doenças.

O mercado de enfermagem possui vários segmentos, muitos deles em expansão, e oferece diversas possibilidades. Tem interesse em saber mais sobre esse mercado de trabalho e as possíveis atuações de um enfermeiro? Quer saber se os salários são atrativos? Continue lendo o post e tire suas dúvidas!

O perfil do enfermeiro

Muita gente, quando está na fase de decidir qual carreira seguir, se encontra cercada de dúvidas e de insegurança sobre estar ou não optando pelo caminho certo. Uma forma de saber isso é por meio do perfil de cada profissional.

Normalmente, quem opta por cursos na área da saúde tem uma vontade nata de ajudar o próximo e contribuir para o bem-estar de toda a sociedade.

Quanto ao perfil do profissional da enfermagem, é preciso ser uma pessoa paciente, uma vez que o enfermeiro vive em contato com outras pessoas que podem demonstrar os mais diversos sentimentos e reações.

Outra coisa muito importante também no perfil de um enfermeiro é o seu foco, pois, como esse profissional está lidando com medicações, prescrições médicas e trabalha durante várias horas em meio a muita correria – principalmente nos hospitais –, ter muita atenção o tempo todo é fundamental.

Além disso, como o enfermeiro trabalha junto de equipes grandes e lida diretamente com os pacientes, é essencial que ele tenha habilidades desenvolvidas que ajudem na comunicação e no relacionamento interpessoal. Saber trabalhar em equipe, comunicar-se de forma clara, saber ouvir e entender o que o outro diz e, principalmente, ter um bom controle das emoções são características indispensáveis em um bom enfermeiro.

Diversas áreas de atuação

A formação em enfermagem propicia o desenvolvimento de trabalho em diferentes áreas de atuação, que vão desde grandes hospitais a cuidados domiciliares, nas quais as habilidades aprendidas ao longo do curso serão colocadas em prática. Conheça algumas das possibilidades de trabalho:

  • enfermagem geral: coordenar equipes de técnicos e auxiliares em enfermagem no atendimento aos pacientes;
  • enfermagem obstétrica: oferecer assistência à gestante no pré-natal, durante o nascimento e no pós-parto, auxiliando a equipe médica;
  • enfermagem pediátrica: acompanhar o crescimento e o desenvolvimento do bebê e da criança, além de incentivar o aleitamento materno e fornecer orientações aos pais quanto aos cuidados com o recém-nascido;
  • enfermagem geriátrica: atender pessoas com idade avançada, doentes ou não, em clínicas, hospitais e na própria casa do paciente;
  • enfermagem do trabalho: fornecer atendimento ambulatorial em empresas, acompanhando programas de prevenção e manutenção da saúde dos colaboradores;
  • enfermagem na saúde pública: trabalhar na orientação da população sobre a prevenção de enfermidades, promover saúde coletiva e atender pacientes em hospitais, centros de saúde, creches e escolas. Nessa área, se destaca a saúde da família, que está em crescimento, principalmente pelo aumento da expectativa de vida da população e pelo incentivo governamental;
  • enfermagem de resgate: integrar equipes no salvamento de vítimas de acidentes ou de calamidades públicas;
  • gestão: trabalhar com o planejamento, controle e administração de projetos, com intuito de melhorar o atendimento e a segurança dos pacientes, assim como capacitação e qualificação de pessoal;
  • ensino e pesquisa: implementar e orientar pesquisas clínicas em hospitais, institutos de pesquisa e universidades e, ainda, atuar ministrando aulas teóricas e práticas.

Competitividade no mercado de enfermagem

A oferta de vagas para enfermeiros varia, dentre outros motivos, de acordo com a região geográfica. Em grandes centros populacionais, há uma vasta quantidade de oportunidades de trabalho. Entretanto, é preciso considerar que o número de profissionais nesses locais também é alto e que alguns lugares são mais carentes de profissionais de enfermagem, o que pode ser uma boa alternativa para investir na carreira.

Outro ponto imprescindível para ser bem-sucedido é se dedicar a cursos de aperfeiçoamento e pós-graduação. As profissões da saúde — como a enfermagem — exigem conhecimento e atualizações constantes.

A chance de conquistar um bom emprego de enfermeiro pode estar diretamente relacionada com a vocação, mas, acima de tudo, relaciona-se com a busca do aprendizado contínuo.

Como são os salários

É esperado que o salário seja menor até que se adquira uma boa experiência profissional, como em qualquer início de carreira, e esse valor vai depender também do cargo ocupado e do tipo de instituição contratante. De acordo com o Guia de Profissões e Salários da Catho, a média salarial do enfermeiro no Brasil é de R$ 3.092,89.

Isso pode variar de acordo com o posto ocupado e o nível de graduação e, mesmo assim, não há uma regra. Um enfermeiro domiciliar pode ganhar em média R$ 2.573,73 e um gerente em enfermagem, algo em torno de R$ 7.662,41.

As perspectivas do futuro da profissão

Ao escolher uma carreira para seguir, é importante se atentar não somente ao seu presente, a como o mercado está no momento, pois, dia após dia, as coisas mudam: novas técnicas surgem e algumas profissões ganham mais destaque enquanto outras começam a perder notoriedade. Por isso, é muito importante conhecer as perspectivas do futuro da profissão e as previsões sobre ela para o mercado.

Tratando-se da enfermagem, a primeira perspectiva tem a ver com qualificação e competitividade no mercado. Atualmente, de acordo com uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), existem cerca de 3,5 milhões de profissionais atuando na área da saúde e 50% desse número se trata de enfermeiros, técnicos de enfermagem e auxiliares.

Acredita-se que no futuro haja uma maior qualificação desses profissionais. Hoje em dia, apenas 23% dos profissionais da enfermagem possuem graduação. Mas aos poucos essa realidade vem mudando, pois os enfermeiros estão se qualificando mais. Hoje já podemos observar as universidades propondo uma grade curricular mais multidisciplinar, abordando matérias como Bioquímica, Anatomia, Genética, Biomedicina e até mesmo Ética.

Além da graduação, hoje esses profissionais também vêm investindo mais em especializações, em pós-graduações que os deixem melhor qualificados para disputar nesse mercado que é tão competitivo. E o mais interessante disso é que surgem cada vez mais opções de especializações, permitindo que o profissional opte por uma área diferente e mais próspera, como terapia intensiva, ostomia, enfermagem do trabalho e do esporte, por exemplo.

Outra forte tendência para o mercado de enfermagem é o crescimento das vagas na rede privada, uma vez que se prevê um grande aumento da rede particular de saúde.

Como vimos, o mercado de enfermagem, tanto no que se refere à oportunidade de trabalho quanto a salários, pode oscilar bastante. O porte da instituição empregadora, a área de atuação escolhida e os investimentos em pós-graduação e cursos são determinantes no sucesso da carreira de enfermeiro.

E então, você já começou o curso de enfermagem, está prestando vestibular ou já atua na área e está procurando por uma especialização? Compartilhe conosco sua experiência sobre o mercado de enfermagem, deixe o seu comentário!

You may also like
Saiba como manter o emprego com estas 5 dicas!
Carta Convite de Chamada para Publicação
Aplicativo de Teste Vocacional da FACIG está disponível para iOS e Android
3 comentários
  • Juliana
    13/06/2018 at 10:14
    Reply

    Gostei muito, minha filha está com muitas dúvidas e essa matéria ajudou muito.

  • Humberto Sabino de Souza
    02/06/2018 at 14:20
    Reply

    Adorei esse artigo, pois tirei várias dúvidas que estava martelando na minha cabeça, justamente por não saber qual curso escolher, me ajudou muito!

  • Elisangela Cardoso Carneiro da Costa
    15/09/2017 at 09:27
    Reply

    Esse artigo me foi muito útil para tirar algumas duvidas, adorei.

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Nome*
Site

Share This