Carreira

Especialização e residência médica: entenda as diferenças

Decidir entre a especialização e residência médica é um daqueles passos importantes para quem está decidindo o rumo de sua carreira profissional

Ainda que muitos confundam as duas coisas, elas possuem diferenças cruciais, que determinam muito das oportunidades que você vai conseguir após a faculdade de medicina.

Se você quer entender melhor a diferença entre a especialização e residência médica, continue lendo o artigo e tire suas dúvidas. 

A residência médica oferece treinamento prático intensivo e bolsa

A primeira diferença entre a especialização e residência médica é uma das mais importantes, principalmente a depender do que você quer seguir como carreira dentro da área. 

Enquanto as especializações possuem uma carga horária mínima de 360 horas, as residências médicas duram pelo menos de 2 a 3 anos e mais de 2880 horas de aula e treinamento por ano. 

Isso não quer dizer que a qualidade do curso seja inferior a uma residência, mas o tipo de experiência que você terá será completamente diferente. 

Outra das grandes diferenças entre especialização e residência médica diz respeito à bolsa. Enquanto a residência médica concede uma bolsa que você receberá durante os 2 ou 3 anos na instituição, os cursos de especialização são pagos pelo próprio estudante. 

Especialização dá conhecimento técnico, mas não título de especialista 

Ainda no tópico anterior, dissemos que as especializações possuem carga horária significativamente menores. Por esse aspecto, e também por toda questão relacionada ao corpo docente, essas especializações tem um valor mais técnico e teórico do que prático. 

Em outras palavras, a especialização te dá muito mais preparado para o meio acadêmico do que para a atuação como especialista. Por isso, ao cumprir a carga horária do curso você não recebe automaticamente seu título.

Para isso, você precisa fazer um concurso de prova de título de especialista dentro de sua área, tomando todos os cuidados para escolher uma prova reconhecida pela Associação Médica Brasileira.

Já no caso da residência médica, você terá contato com os melhores profissionais da área e sairá de lá já com o título de especialista. 

A residência é a melhor opção para o mercado 

Se você quer atuar diretamente no mercado, em hospitais e clínicas especializadas, a residência é a melhor opção.

Por todo treinamento prático intensivo durante o período em que você é residente, é muito mais possível que você saia de lá já preparado para atuar diretamente no mercado. 

Além disso, as residências médicas aplicam avaliações periódicas, que incluem até mesmo a análise do comportamento do residente frente a equipe médica e ética, além das provas orais, práticas e escritas. 

1. Tenha cuidado com a escolha da instituição da especialização 

Como toda pós-graduação, escolher o curso também exige cuidados com a instituição. Nem todos possuem credenciamento do governo, e este deve ser o primeiro item que você observa quando decidir pela especialização. 

Procurar pelos cursos com professores referência na área, pesquisadores renomados e carga horária apropriada é fundamental para um bom aprendizado. 

Atualmente, é possível conseguir informações como estas através do site www.educacaoosuperior.inep.gov.br, atualizado pelo governo.

2. Entenda seus objetivos profissionais 

Escolher entre a especialização e residência médica exige auto-conhecimento, preparo e foco. Afinal, ambas escolhas podem somar saldo positivo em sua carreira como médico, mas em âmbitos diferentes. 

Enquanto  a especialização te prepara para o mundo acadêmico, com uma carga horária muito menos focada no aprendizado prático intensivo, a residência segue pelo caminho contrário.

Profissionais da área recomendam quase sempre que você opte pela residência, mas, caso não consiga, escolher um bom curso pode, sim, ser seu primeiro passo.

Também é possível investir num curso de especialização e residência médica na mesma área, garantindo um aprendizado mais completo e abrangente. 

O que você acha? Está pronto para optar entre uma especialização e residência médica? Se você quer saber mais sobre o curso de medicina e possíveis áreas que você pode seguir após a faculdade, assine a nossa newsletter e fique por dentro de tudo referente ao assunto!

You may also like
Entenda a relação da educação com as oportunidades do mercado de trabalho
Psicologia Organizacional: conheça essa área promissora
Saiba mais sobre o curso de Engenharia de Produção!
1 comentário
  • 15/05/2017 at 08:08
    Reply

    TANIA MARAS SANTOS procure manter o seu equilíbrio você tem fé e sinceridade no seu pedido a DEUS, ele não desampara nenhum de seus filhos, o caso de seu filho só depende dele mesmo em deixar o vício, é uma jornada difícil mas não impossível, peça a DEUS para envolver o mentor espiritual de cada um.

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Nome*
Site

Share This