Vestibulando

Vestibulando: saiba como se planejar para estudar em casa

Uma das grandes dificuldades dos estudantes que decidem estudar em casa é se planejar para criar uma rotina diária que seja eficiente e que os ajude a melhorar o rendimento e ampliar seus conhecimentos.

Afinal, ninguém quer deixar de passar no vestibular e ingressar em um curso superior, não é mesmo? Foi pensando nisso, que reunimos ótimas dicas simples para ajudar você a organizar os estudos no conforto do seu lar. Acompanhe!

Defina os melhores horários para estudar em casa

O primeiro passo para estudar em casa é definir um horário fixo, no qual você se dedicará, diariamente e integralmente, ao seu aprendizado. Pode ser de manhã, de tarde ou de noite, o turno não importa. Definida as horas livres que possui para estudar, tenha em mente que você deverá segui-las em uma rotina disciplinada, sem exceções! Afinal, é preciso que você faça disso um hábito.

Porém, é essencial que você leve em consideração o período das suas aulas, cursos, atividades de lazer, horas de descanso e alimentação etc. Esse planejamento é importante para que não haja excessos que façam você se estressar. É fundamental que você consiga conciliar seus compromissos, sem provocar cansaço físico e mental em si mesmo.

Divida a matéria de forma estratégica

A próxima etapa do seu planejamento para estudar em casa é separar as matérias do vestibular de forma estratégica: estabelecendo períodos menores para estudar as disciplinas que você tem mais afinidade e facilidade e períodos maiores para aquelas que são, na sua opinião, as mais difíceis.

Com isso, em vez de você apenas estudar o conteúdo sobre o qual já possui um domínio maior, você dará prioridade para aquelas matérias, nas quais precisa de um aprofundamento prolongado e metódico para sanar suas dúvidas. Se é a matemática, que representa a maior dificuldade para você, então será ela que terá mais atenção e tempo dedicados.

Monte um cronograma

Com os horários estabelecidos e as matérias divididas é hora de montar o cronograma de estudos. Aqui, muitos estudantes enfrentam uma série de dificuldades para criar um cronograma eficaz.

Isso acontece porque eles não trabalharam as duas informações anteriores e acabam projetando um cronograma que não atende as suas reais necessidades. Isto é, reservando um tempo maior para as matérias mais complexas e cumprindo este cronograma rigorosamente.

Exemplo de um cronograma:

Imagine que você estuda 2 horas por dia e faltam 4 meses para o vestibular.

Portanto, você tem 16 semanas para se aprofundar em matemática, física, história, geografia, português, química, redação, biologia e inglês/espanhol. Nesse caso, você separa 14 das 16 semanas para estudar as 9 matérias colocando sempre, é claro, aquelas que você tem mais dificuldade logo no início.

Dessa forma, é possível acabar com as dúvidas, contar com o auxílio dos professores e pesquisar, com mais calma, aqueles tópicos mais complicados. Nas 2 últimas semanas você deixa apenas para fazer uma revisão de tudo o que estudou.

Reserve um tempo para descansar e relaxar

No início do texto, nós mencionamos a necessidade de evitar o cansaço físico e, principalmente, mental afinal, não é a quantidade de tempo que define a qualidade do seu estudo.

O excesso de matéria e de horas imersas em páginas e páginas de exercícios podem acabar tendo efeito contrário ao esperado e acabar prejudicando sua capacidade de memorização, sua concentração e até mesmo a absorção dos assuntos lidos. É importante que você tire um dia ou, no mínimo, algumas horas do dia para descansar e fazer atividades que o ajudem a relaxar o corpo e a mente.

Por isso, procure manter o equilíbrio entre as horas livres e as horas de estudo. Caso contrário, você ainda terá de lidar com estresse, ansiedade e insônia que também afetarão a sua produtividade e o seu desempenho no vestibular.

Gostou das nossas sugestões para se planejar melhor e estudar em casa? Então, coloque-as em prática e garanta a sua tão esperada aprovação no Enem! Aproveite o tema e aprenda agora como organizar uma rotina de estudos eficiente!

You may also like
Autoconhecimento: saiba como ele te ajudará na escolha profissional
Saiba como controlar a ansiedade no vestibular
Afinal, qual o perfil de um aluno de medicina?

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Nome*
Site

Share This